SPFW N41 – DAY 1

0

É temporada de Moda em São Paulo!! O São Paulo Fashion Week começou oficialmente nessa segunda-feira (25/04), no prédio da Bienal, no Parque Ibirapuera.  Essa edição não será classificada por estação (verão 2017) e sim pelo nome SPFW N41 e terá como tema “Mãos que valem Ouro”, onde segundo o fundador e diretor criativo do SPFW, Paulo Borges, tem como objetivo ressaltar a “importância de “colocar a mão na massa”, e das transformações e inovações que isso gera no Brasil, que precisa valorizar e evidenciar seus processos artesanais.”

No domingo, dia 24, teve uma apresentação especial – e  teatral – de Fause Haten. Foi no Parque da Independência, no Museu do Ipiranga (SP) que apresentou sua coleção por meio de bonecas em tamanho real com o rosto de Marlene Dietrich, tema do desfile. As bonecas substituíram modelos e, manipuladas por atores, exibiram 13 looks. Essa foi a primeira performance da série de Fause Haten, nomeada “Lili Marlene – Um risco”, onde além de Marlene, tem Lili como personagens centrais da qual fará parte da exposição “#ForadaModa  – uma exposição em construção” (em cartaz no Sesc Ipiranga). Os looks traziam peças vintages, customizadas, com franjas e vestidos com malha bordada de cristais rosa que fizeram parte da atmosfera de “criar uma nova roupa de festa” sem estar preocupado com tendências de moda.

spfw

O primeiro desfile da segunda-feira (25/04) foi de Lilly Sarti que teve como tema o sertão. Com styling de Luis Fiod e influência de uma obra de Gilvan Samico, as peças fluídas mixaram seda, transparência e malha canelada, com a temperatura que definitivamente veio do sertão, com cores  terrosas, verde, branco, preto e  estampas de madeira.

lilly

A tarde seguiu com Uma Raquel Davidowicz, comemorando 20 anos e deixando claro sua identidade e consistência. A coleção revela o DNA da marca e mostra a preocupação com a saúde física e mental como um estilo de vida, fazendo questão de exibir em seus looks o conforto dos materias e o despojamento. Apresentou looks masculinos e femininos, minimalistas e modernos, fluídos e sérios com styling simples e peças de alfaiataria esportiva, quase sempre arrematados com sandálias plataformas pesadas, uma das tendências dessa temporada. Uma novidade para a linha é a sarja “stay black”, de algodão com elastano, que não desbota, mesmo após várias lavagens. A cartela de cores também apresenta: tons de cerâmica, amarelo intenso, azul etéreo, tonalidades de bege e cinzas, offwhite e marinho, todos coordenando com preto.

uma

O line up do dia contou também com apresentações de Amabilis e Apartamento 03, sendo encerrado com o desfile de Ronaldo Fraga.

apartamento

A coleção de Ronaldo Fraga “Re-existência” conta a história de uma viagem feita pelo estilista à Moçambique, na África, tendo como tema os refugiados do mundo. Além de destacar que “há um elo entre a cultura deles (refugiados) e suas roupas”, Ronaldo Fraga critica a intolerância dos países que querem virar as costas para refugiados e imigrantes. Os modelos de etnias diversas, mostraram a coleção que contou com 56 looks compostos por matérias como linho, algodão, tule, organza e seda, com paetês, aplicações de flores e uma cartela de cores que contém cores fortes, entre elas amarelo azul e vermelho.  A marca de sandálias sustentável, Amazonas, foi parceira de Ronaldo Fraga nessa nova coleção e fizeram parte do look, sendo apresentadas sandálias em dois modelos diferentes em seis cores.

ronaldo

Fonte das Imagens: FFW

xx
Melissa Ferreira

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply