Os indicados a Melhor Figurino no Oscar 2016

0

Roupas contam histórias. Histórias do passado, do presente e do futuro. Sem elas, a memória não seria tão exata a ponto de lembrarmos de personagens simplesmente por seu vestido branco decotado e esvoaçante, pelo black dress básico combinado ao colar de pérolas, o vestido amarelo de princesa, um trench coat clássico ou apenas um par de scarpin azul Manolo Blahnik. Não precisa ser um grande entendido de moda ou cinema para ter reconhecido na descrição Marilyn Monroe, Audrey Hepburn, Bela (de A Bela e a Fera), Ingrid Bergmam e Carrie Bradshaw.

O figurino é parte essencial do trabalho de caracterização e construção de um ator. É capaz não só de contar historias do tempo cronológico, mas também de gêneros, climas, classes sociais e magia. Certas vezes as roupas acabam roubando a cena nos filmes e acabam sendo mais interessante que o próprio filme.

Não á toa, existe uma categoria na maior premiação cinematográfica para eleger o Melhor Figurino do Ano.  Abaixo você confere os cinco filmes indicados pela Academia que concorrem ao premio no Oscar 2016.

A Garota Dinamarquesa 

eddie-redmayne-the-danish-girl

O filme é um dos trabalhos mais delicados no que diz respeito tanto ao figurino como também em atuação. é uma cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), a primeira pessoa a fazer a cirurgia de mudança de gênero. O figurino é composto por peças que mostra a transição do guarda-roupa masculino para o feminino. A produção mostra também a história romântica do pintor dinamarquês com a sua esposa Gerda (Alicia Vikander) ao mesmo tempo em que se descobre mulher.

O espanhol Paco Delgado é o responsável pelo figurino de época e tem trabalhos marcantes em sua carreira como Os Miseráveis (por qual foi indicado ao Oscar), A Pele que Habito e Biutiful.

Carol

filmes-indicados-a-melhor-oscar-de-figurino-2016_5_0

O longa conta a história de amor entre a jovem Therese Belivet (Rooney Mara) e a elegante Carol Aird (Cate Blanchett) na Nova York dos anos 1950 – época em que o guarda-roupa feminino sofria uma grande transição pós guerra, principalmente com a criação do “New Look” da Dior.

O figurino, feito por Sandy Powell, recria com glamour os modelos utilizados na época. A personagem de Blanchett tem peças luxuosas, como casacos de pele, cashmere, tecidos mais finos, como o cetim e a seda. Therese é bem mais jovem que Carol e representa a classe intelectual e o conservadorismo da sociedade. Como indicado anteriormente, ela já conquistou o prêmio da Academia três vezes: em 1999, por Shakespeare Apaixonado; em 2005, por O Aviador; e em 2010 por A Jovem Rainha Vitória.

Cinderela 

figurinos-indicados-ao-oscar-16

O longa-metragem recria a clássica história da órfã (Lily James) que vai morar com a madrasta (Cate Blanchett) após da morte do pai. O momento mais mágico do filme é quando Cinderela usa o vestido dos sonhos feito com milhares de cristais Swarovski, presente de sua fada madrinha (Helena Bonham Carter)

Dos trapos ao vestido do baile de gala, essa é uma dobradinha de Powell no Oscar. A figurinista teve a tarefa de atualizar as roupas utilizadas pelas personagens da clássica história.

Mad Max: A Estrada da Fúria

madmax

Após ser capturado pelo terrível Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne) para servir como banco de sangue para soldados, o guerreiro de estrada Max (Tom Hardy) se vê no meio de uma guerra mortal iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron). O cenário é um mundo pós-apocalíptico cuja população definha porque itens básicos, como água e gasolina, são controlados pelo ditador.

A inglesa Jenny Beavan, de O Discurso do Rei, Sherlock Holmes e Razão e Sensibilidade, é quem assina o figurino com muitos elementos, como as ombreiras e armaduras de couro inspiradas no figurino de Mel Gibson no primeiro “Mad Max”. Os acessórios e máscaras que as personagens usam no filme contrastam com a paleta básica das roupas. Já as personagens que compõem o grupo The Wives usam pouca roupa e suas peças foram inspiradas em um balé que o diretor George Miller viu com panos amarrados nas bailarinas.

O Regresso

o-regresso

O ator Leonardo DiCaprio vive Hugh Glass, um caçador que quando decide explorar o Oeste americano, é traído pelo seu companheiro John Fitzgerald (Tom Hardy) e atacado por um urso. Mesmo com tantos obstáculos, ele consegue sobreviver e começa uma jornada difícil e cheia de aventuras em busca de vingança.

Quem assina o figurino é a norte-americana Jacqueline West, no qual enormes casacos de pele sao misturados ao sangue, lama e  todos os obstáculos que os caçadores enfrentam. West disse em entrevista que a ideia do diretor Alejandro González Iñárritu era deixar as peças cada vez mais sujas. A figurinista também trabalhou em “O Curioso Caso de Benjamin Button” e “A Rede Social”.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply