NYFW Verão 2016 – Part IV

0

A New York Fashion Week chegou ao fim na última quinta-feira (17.09) e, apesar de já estarmos de olho na próxima fashion week que vem por ai, ainda nos resta a quarta e última parte da semana novaiorquina.

michaelkors-summer16-eb

O verão 2016 de Michael Kors é descomplicado e elegante. A coleção, nomeada “Earthy Elegance”, diz respeito a uma atitude natural com blusas soltinhas, saias evasê, vestidos com fendas e a recorrente camisaria da marca, tudo com um toque boêmio. A fluidez ora é puro movimento na passarela, ora são arrematados por cintos grossos na altura do quadril. O trabalho do bordado floral em algumas peças dão um toque delicado, porém sempre com característica da estação de altas temperaturas. Easy chic! DKNY-SUMMER16-EB

Quando Donna Karan estreou DKNY em 1989, ela especificamente se recusou a categorizar suas produções como “moda” e sim como “roupas”. Isso significa que a marca tinha a ver mais com estilo de vida do que tendências de estações. Esse foi o principal ponto de referência para Dao Yi-Chow e Maxwell Osborne, a dupla por trás da marca Public School e que acaba de fazer seu début na DKNY. É natural que novos estilistas olhem para o histórico da marca para entender melhor seu DNA e, assim, injetar seu ponto de vista. Por isso – e por já ter se mostrando trend da estação – a referência 90’s em toda a coleção. Blazer de ombros largos, vestido sob camisetas, shortinhos curtinhos, alfaiataria com risca de giz,  alguns recortes assimétricos e botas com meias finas pretas até a canela. É DKNY com a identidade descontraída dos novos diretores criativos, feita para um público moderno.

proenzaschouler-summer-eb

A Proenza Schouler confirma algumas tendências da temporada: ombros de fora, babados, silhueta alongada, muitas texturas e a transparência renovada. No entanto, os designers Lazaro Hernandez e Jack McCollough, as trabalharam de forma extremamente autentica, bastante peculiar do que vimos em outras passarelas e fizeram um dos melhores desfiles dessa NYFW. Não a toa, a marca é uma das opções mais cool para red carpets.

ralphlauren-summer-eb

 A Ralph Lauren fez um clássico universo navy, com listras, muito branco, vermelho, azul e acessórios de cortiça. O destaque fica no olhar fresco do couro em tom caramelizado, nos grafismos geométricos e na série de vestidos listrados para noite.

CK-summer16-eb

“Next morning”, assim que Francisco Costa batizou a coleção de verão da Calvin Klein. Bastante propício já que o estilista aposta na lingerie desconstruída, colocando o o underwear como protagonista nas ruas e nos red carpets. Vestidos-camisolas de tecidos luxosos, com decotes profundos e shapes retos, e conjuntos-pijama feitos para usar em gloriosas manhãs ou noites. Mas passa longe de serem usados em casa e na cama.

marcjacobs-summer16-eb

Marc Jacobs encerrou a NYFW com uma megapremiere no Ziegfeld Theatre – um dos cinemas mais antigos de Nova York -, com direito a tapete vermelho e parada para foto em um backdrop na entrada de cada modelo. Um clima born in this USA, o glamour da old Hollywood, os anos 80 e o pop art se misturaram no caldeirão de referências do estilista. O que resultou em uma coleção em que não há limites para o excesso, feita de jaquetas de baseball, botas de cowboy, estrelas, listras azuis, brancas e vermelhas, estampas de atrizes icônicas e um grande mix de tecidos (denim, verniz, cetim, e por ai vai). Um show que levou a platéia ao delírio e superou todas as expectativas criadas para a noite.

 

Próxima parada: Londo Fashion Week!

Arrivederci, Beatriz Arvatti.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply