SPFW Verão 2016 – Day 5

0

Chegamos ao último dia de mais uma temporada de São Paulo Fashion Week. E que temporada! A celebração dos 20 anos de evento, a despedida de Gisele Bündchen nas passarelas da Colcci, a gravação em meio aos desfiles da nova novela das 23h da Rede Globo, “Verdades Secretas”, o tal do chapeleiro que encantou os – principalmente AS – fashionistas (assunto para um próximo post), a faxada amarela, o lounge badalado da Glamour e o último desfile de Gisele, DE NOVO, porque isso vai render assunto até a próxima temporada. Mas o que nos interessa aqui, é saber como foram os desfiles do dia. Então voilà!

apartamento03-verao2016-eb

O primeiro desfile no Parque Cândido Portinari foi o do Apartamento 03. Em sua segunda apresentação na SPFW, a marca do mineiro Luiz Claudio explorou a espiritualidade, o que o levou ao preto e branco em formas puras, shapes mais limpos, cortes retos, silhueta alongada e tecidos fluidos. Uma roupa sem excessos, mas na maioria, composta por diversas camadas de tecidos leves e transparentes. A seda pontuou a coleção e a alfaiataria é base para boa parte dela. As amarrações, ora com efeito de laço, ora em nó, na cintura das calças ou no meio dos vestidos surgiu a partir de muitas das roupas religiosas. Acabamentos primorosos e design de altíssima qualidade confirmaram-se ser o diferencial da marca. Destaque para os lindos sapatos oxfords, no estilo cap toe, feitos em parceria com a marca Luiza Barcelos.

gloriacoelho-verao2016-eb

Gloria Coelho tem o dom de nos levar ao passado e ao futuro de uma vez só. A coleção de verão 2016 da marca dá continuidade a algumas ideias de sua coleção de inverno, já que as referências ainda são a boa combinação de elementos dos anos 1960, 1970, 1980 e 2000. O tema desta vez é a cura por meio das roupas, isto é,a estilista quer vender energias positivas além de moda. O material de ordem – assim como na estação passada – é o vinil, que aparece em minivestidos com recortes geométricos misturados ao couro. Jaquetas, ótimos ternos pretos ajustados ao corpo, capas, túnicas e calças cropped – as metalizadas foram uma das minhas favoritas da temporada – deixam em evidência o futurismo retrô de Gloria, mas não suas inspirações. Estão na lista: Formula 1, Surf, Código de Barras, Artes gráficas, Jet Set e Yatch. Vem daí a sensação de dinamismo durante o desfile. Destaque para os vestidos com tiras de vinil, couro e tricô feitos diretamente no corpo da modelo pela própria estilista.

adrianadegreas-verao2016-eb

Adriana Degreas mergulhou de cabeça do universo marítimo, diretamente no fundo dos oceanos, onde vivem os tubarões. Em um desfile todo em preto e branco, a estilista apostou em novas texturas, modelagens, recortes geométricos, plissados e estruturas que lembram as barbatanas. O resultado foi uma coleção ultasexy, do jeito que ela gosta.

amapo-verao2016-eb

A Amapô foi a única marca desta temporada nacional que apostou na mesma forte tendência do inverno internacional: é tudo junto e misturado, aqui e agora. Mas já não era de se esperar ao contrario, já que está é uma fórmula muito característica da marca.  Carô Gold e Pitty Taliano são as rainhas do hi-energy e das coleções vibrantes, originais e divertidas. No grupo de referências estavam Barbarella, Miami, ginástica aeróbica e David Bowie, tudo isso ao som de Anitta.  Mas o foco é o jeanswear, que aqui ganhou lavagens coloridas e lindos jacquards. As modelagens são variadas e vão das superjustas à modelos de pegada 70’s.  Destaque para as ótimas peças recortadíssimas com correntes e os maiôs com estampas 80’s que servem para a praia ou para a noitada. A marca é uma das mais autênticas e polêmicas da SPFW, mas mesmo com um certo tom de deboche – de quem não faz para qualquer um – a coleção tem seu glamour, de um jeito fun que só a dupla de estilistas sabe fazer.

2ndfloor-verao2016-eb

A 2ndfloor encerra essa semana de desfiles com uma viagem à Coney Island, trazendo na bagagem uma série de looks inspirados no parque de diversão da cidade. As estampas carregam motivos das grades que cercam o local e a cartela de cores – tons de laranja, pink e verde – se baseou na famosa montanha russa Cyclone. A coleção é bem leve e traz peças afastadas do corpo e com certa transparência. Ótimas sobreposições de vestidos, tops de seda e camisetas de tecidos telados (trend alert!). Para finalizar, looks com perfume 90’s, com jeans de lavagem clara, cortado a fio e um patpatchwork de fitas de seda em tons de preto e branco.

E por aqui encerramos a temporada nacional de Verão 2016. Curtiram nossa cobertura aqui no site e lá no Instagram (@explosivebox)? E semana que vem tem posts pós SPFW. Você não pode perder!

Arrivederci, Beatriz Arvatti.

* Fotos Ag. Fotosite
Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply