Paris Fashion Week Inverno 2016 – Part IV

0

Na quarta parte da PFW aconteceu um dos eventos mais esperados: o desfile da primeira coleção de Nadège Vanhee-Cybulski para a Hermès. A francesa de 36 anos, substitui Christophe Lemaire e passou a ter a grande responsabilidade de comandar a maison que existe desde 1837. O resultado do début você confere ainda neste post. Mas vamos seguir a ordem do line-up começando com John Galliano.

johngalliano-inv2016-eb

A marca tem o nome de John Galliano, mas é comandada por Bill Gaytten que captou a essência de tudo que o mundo pode interpretar como “Galliano”. Para o inverno 2016, Bill fez uma releitura moderna do Art Déco em um mood que passeia ora entre os anos 1960 – visto nas silhueta em A e botas de cano longo combinadas com comprimentos mini – e ora pelos 70’s, com vestidos esvoaçantes e longos casacos sobre saias curtas. Cores fortes – principalmente o roxo e laranja – muito dourado, estampas bordadas e brilhos pontuaram a coleção.

givenchy-inv2016-ebUm mix de referências, décadas e autoretrospectiva desfilaram pela passarela da Givenchy. Em 2015, Ricardo Tisci completa 10 anos à frente da marca, por isso então, ele recuperou alguns dos elementos mais característicos da grife, a começar pelas body jewelry que mais uma vez causaram impacto. Na coleção há inspiração das décadas de 1940, da era vitoriana, da cultura cigana, dos toureiros espanhóis e um tom gótico e dark. Mas tudo isso em uma execução impecável. Na prática, estamos falando de casacos decorados com jacquards, muito veludo, rendas, transparência, estampas de pintura barroca, alfaiataria impecável – com releituras de smokings -, algumas mangas volumosas e bordados de cristais. Um show de beleza e sofisticação! Assista ao desfile completo aqui.

StellaMcCartney-inv2016-eb

Como a própria Stella McCartney definiu: ela provocou a sensualidade no inverno 2016 de sua marca homônima. Isso, claro, que de uma forma elegantemente provocante. Sua tradicional alfaiataria cool, ganhou fluidez e tecidos luxosos – como a lã dos looks com mix de cinzas. Os shapes são típicos do jogo entre o masculino e o feminino. Mas desta vez, Stella brincou de um jeito mais relax e sensual: um ombro caído, um decote ousado, pequenas aplicações de brocados e alguns comprimentos assimétricos.  Tudo parece descomplicado para a estilista que faz roupas de uma elegância impecável. Destaque para o colar de pérolas com formato sinuoso que já virou desejo absoluto.

giambattistavalli-inv2016-eb

Giambattista Valli apostou em um romance pop com cores suaves, silhueta do fim dos anos 1960 e estampas do começo dos 70’s. O resultados foram belíssimos separates (diferente dos vestidos que o estilista está acostumado a fazer) e túnicas combinadas com calças – que prometem ser o look da estação.

 hermes-inv2016-eb

É com máxima simplicidade que Nadège Vanhee-Cubulski estreia na direção de criação da Hermès. A jovem estilista, já injetou seu próprio estilo, a uma das mais tradicionais maison francesas, de um forma bastante sutil. Na passarela, um frescor contemporâneo com uma cartela sóbria clássica composta por azul, vermelho preto e off white basicamente. Looks monocromáticos – que já se consolidaram como tendência na temporada -, tecidos nobres e cortes de uma precisão extrema, retos e sem complicações compuseram o début de Nadège e um guarda-roupa urbano de alto luxo.

saintlaurent-inv2016-eb

Ainda que bastante controversa, a era de Hedi Slimane na Saint Laurent já provou ser altamente lucrativa. Por isso, não houve mudanças quanto a fórmula rocker-street de sempre, mas, desta vez, a mulher de Slimane é assumidamente uma bad girl e tem fortes referências nos 80’s. Leggings de couro com recortes, vestidos do mesmo material com fendas e comprimentos bastante ousados, meias-calças rasgadas, blazers de corte reto e tamanhos encolhidos, saias volumosas tipo tutu, muito faux fur e brilhos formam uma imagem um tanto que familiar, mas que certamente inspira e causa desejo em meninas do mundo todo. Assista ao video do desfile aqui.

A Semana de Moda de Paris está quase chegando ao fim, mas fiquem ligados no último post desta temporada.

Arrivederci/Au revoir, Beatriz Arvatti.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply