Retrospectiva cinematográfica 2014!

0

Dois mil e quatorze foi um ano repleto de estreias no cinema mundial. Com muitos acertos, mas também muitos erros, terminamos esse ano relembrando alguns e fazendo um balanço. Confira nossas críticas a baixo:

movieseb
Este ano teve dois grandes acertos pela Marvel e talvez alguns dos maiores. “Capitão América – O Soldado Invernal”, onde o estúdio misturou tramas políticas com o universo dos super-heróis. O que já tinha tudo para ser perfeito, ficou melhor ainda com um roteiro que colocou o herói que veste a bandeira do seu país, contra a Agência de Inteligência Americana. Depois, “Guardiões Da Galaxia”, que era tido como a aposta mais arriscada do estúdio Marvel. Com personagens, até então, desconhecidos até mesmo dos fãs, um enredo espacial e muito humor, não deixou barato e conquistou a todos. Quem diria que um guaxinim e uma árvore que só diz três palavras, se tornariam os personagens mais adorados do ano! Com uma trilha sonora nostálgica, Guardiões Da Galáxia, conquistou umas das maiores bilheterias do ano. Outro filme, igualmente bem sucedido foi “X-Men: Dias De Um Futuro Esquecido”, que levantou a moral da franquia mutante. Uma mistura do elenco antigo e amado por todos com alguns novos atores como Jennifer Lawrence e Michael Fassbendes, fez X-Men ter motivos para comemorar! E já nos deixou com um gostinho de quero mais com uma cena pós créditos de um novo filme da franquia, “Apocalipse” já é um dos filmes mais esperados para os próximos anos.

movies2
“Planeta dos Macacos: O Confronto” talvez tenha sido uma das melhores superproduções do ano, entre crítica e publico. Ao contrario de “Godzilla” e “RoboCop”. Diferente do primeiro filme do monstro gigante, que fez um enorme sucesso no mundo, o reboot não convenceu os criticos e assim como RoboCop não teve um desempenho muito bom nas paradas. Já o filme “LUCY”, com a musa Scarlett Johansson, um dos nomes com maior destaque de 2014, se tornou um sucesso inesperado. Com historia bem simples, mas muito bem elaborada e explicada, te prende do inicio ao fim do filme. “Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1”, como já esperado foi um sucesso sem precedentes e antes mesmo da estréia já estava batendo recordes de bilheteria. É um filme que sabe prender o público, fazendo todos quererem saber o que acontecerá no final. Neste filme vemos a oscarizada Jennifer Lawrence se mostrando mais uma vez uma grande atriz. Vemos muito fogo, preparação, uma grande porção de sofrimento e dor, e mistério!

movieseb3
Outra coisa que não podemos esquecer de listar, são as animações. “Frozen – Uma Aventura Congelante” abriu o ano e nos fez se apaixonar, por uma história muito bem escrita e cheia de músicas que ficam na cabeça e te fazem decorar cada verso. Outra animação é “Como Treinar Seu Dragão 2” que evoluiu e amadureceu o que já era ótimo. conquistou o público com uma bela mensagem de tolerância, sobre a convivência pacífica entre humanos e dragões, aliada à sensível abordagem sobre deficiência física, que atinge ambas as espécies.

movies4

Assim como muitos acertos, o ano trouxe também muitas decepções. Um filme dessa lista é “Annabelle”. Após acertarem em cheio com o ótimo “Invocação Do Mal” os gananciosos executivos do estúdio da Warner, lançaram uma boneca possuída que deixou muito a desejar. “Need For Speed – O Filme”, bom, nem temos o que dizer. É muito difícil uma adaptação de games encontrar um lugar ao sol em Hollywood, ainda mais tendo como adversário a franquia de Velozes e Furiosos. “Livrai-nos do Mal” joga lama no tema possessão demoníaca. O filme é quase uma cópia de Possuídos (1998). Outro é “Transcendence – A Revolução” com Johnny Depp, onde ele vive um cientista que passa sua consciência para dentro de uma máquina. OI? Sim, é um filme esquizofrênico, que deseja falar sobre vários temas ao mesmo tempo e por fim não fala sobre nada. Acho que principal decepção do ano foi “As Tartarugas Ninja”. Produzido por Michael Bay, o ultimo filme do quarteto réptil aposta no seguro, nos clichês e não cria nada de novo. O único ponto positivo é a curta duração.

rodape

Compartilhe.

Sobre o Autor

CEO do Explosive Box e Publicitário, louco por qualquer tipo de arte que me encante. Também sou editor-chefe das colunas de Moda e Música.

Leave A Reply