London Fashion Week – Part I

0

A London Fashion Week é a semana de moda mais inusitada (leia-se excêntrica). A maioria dos estilistas que fazem parte do seu line up não tem medo de ousar, afinal eles falam para um público onde o street style é um pouco diferente do que estamos acostumados a ver no resto do mundo, a começar pelos cabelos coloridos que será assuntos para um outro post… Mas nem só de extravagâncias é feito LFW. Tem as grandes marcas que já conhecemos e amamos, além dos estilistas brasileiros que fazem fama com seu minimalismo impecável.

BARBARA lfw verao 2015- eb

A começar por Barbara Casasola que nessa temporada inseriu um toque do modernismo de Ligia Pape, Oscar Niemeyer e as linhas curvas de Brasília. A estilista brasileira radicada em Londres manteve sua estética simples, sóbria e com referência na alfaiataria. Mas essa coleção veio com um pouco mais de sensualidade, com recortes assimétricos, transparência em looks monocromáticos e tops cropped.

lucas nascimento - lfw - eb

Lucas Nascimento é mais um brasileiro que marca presença na semana de moda londrina. Assimetria e repartições foram visto nessa coleção. É tudo meio a meio, onde o vestido é longo e curto ao mesmo tempo, e a saia pode ser calça também. O tecido é opaco mas tem uma camada de organza totalmente transparente. Embora ousada e cheia de formas, a imagem é limpa e muito bonita.

fyodor - lfw - eb

Pelo lado da boa excentricidade, teve Fyodor Golan que fez uma silhueta bem fora do convencional, mas que ao mesmo tempo desperta um desejo por algumas peças separadas como a jaqueta holográfica ou a de faux fur com forte referência nos 80’s. O esporte apareceu também em saias e moletons. A marca comandada pela dupla Fyodor Podgorny e Golan Frydman desfilou uma linha baseada em um futurismo retrô bem londrino!

sibling - lfw - eb

A Sibling também apostou na extravagancia dos anos 80 com laços gigantes na cabeça, ombros bem marcados, muitos babados e cores fortes. Tudo bem exagerado, exatamente como a grife é conhecida.

VivienneWestwood - lfw - eb

O desfile da Vivienne Westwood Red Label, a segunda linha da rainha do punk, é sempre um lembrete de uma moda conceitual e inspiradora. O make nunca é único e básico com Vivienne, tudo é bem artístico. Aliás nada é único nessa coleção e é quase impossível comprar um look ao outro. A estilista usa muitos recursos de cores e formas. Casacos estruturados, vestidos estampados e o contraste entre looks monocromáticos e outros bem coloridos. Chega a ser um pouco confuso mas é isso que a torna uma grande lição de criatividade para quem gosta desse Universo da Moda.

E para encerrar a primeira parte do London Fashion Week, tem um dos desfiles mais aguardados da semana, o da TopShop Unique, a linha mais sofisticada da fast fashion. A marca buscou inspiração no litoral britânico para sua coleção de verão 2015 e trouxe um contexto que já vimos nas últimas temporadas de “less is more”! A coleção é simples mas não deixa de ser sofisticada e com vestidos-desejo leves e perfeitos para festas de verão. As cores são branco, vermelho, o preto, prata e um nude ora transparente. As estampas são os bons e velhos xadrez e listrado. E o que merece destaque além dos vestidinhos, são as calças de cintura altíssima e super justa e as saias plissadas prateadas. Assista o veja do desfile completo!

Ainda tem mais de LFW essa semana, não perca!

Arrivederci, Beatriz Arvatti.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply