New York Fashion Week Inverno 2015 – Part 2

0

Hey there!

Essa é uma das épocas do ano que nós, amantes da moda não temos um minuto de sussego. É um desfile atrás do outro, é uma semana de moda em seguida da outra. E a única coisa que eu quero é ter tempo pra assistir e analisar todos. Já fiz por aqui a primeira parte da semana de moda de New York, um especial sobre o desfile do Alexandre (querido) Herchcovith e agora é a hora da segunda e ultima parte da moda novaiorquina. Um pequeno resumo dos principais desfiles, fotos de backstage e streetstyle.

Carolina Herrera

page-horz

Apostou na feminilidade e elegância suave nesta coleção de inverno 2015, assim como na delicadeza dos shapes. Vestidos longos e na altura dos joelhos reinaram, assim como as saias retas, de mood anos 1940. Cortes a laser e materiais como tweed de lã, couro e pele trouxeram modernidade aos looks, enquanto bordados e pedrarias não deixaram a sofisticação clássica de Herrera se perder.

Michael Kors

page-horz

O clima relaxado da costa do Big Sur, na California, encontra o ritmo frenético e moderno de Nova York na coleção de inverno 2015 de Michael Kors. O resultado é um mix de silhuetas soltas e materiais aconchegantes como lã e tricôs, com elementos da alfaiataria masculina e doses românticas. Saias, vestidos e blusas suaves e fluidas se contrastam com calças e camisas boyish, em um charmoso jogo de opostos. Seda transparente, franjas de chamois e belos casacos complementam o visual, que em nenhum momento peca pelo exagero, mas exalta uma elegância sem esforço, exatamente como a gente gosta.

Tommy Hilfiger

page-horz

Foi revivendo duas fortes trends dos anos 1990 que o estilista Tommy Hilfiger trouxe seu inverno 2014 para as passarelas nova-iorquinas. O xadrez e o jeans apareceram com destaque no desfile, em meio a peças de estilo preppy e um quê esportivo. A coleção apresentou itens bastante invernais, como maxitricôs, ponchos e casacos com pele na gola, além de muitos gorros e botinhas forradas. O resultado foram produções jovens e descomplicadas, prontíssimas para desembarcar nas araras da marca.

Tory Burch

page-horz

O inverno 2014 da estilista é estampado e sóbrio, repleto de cores invernais. Tory trouxe para a passarela muitos vestidos  e conjuntinhos de print retrô, além de suéteres e casacos de shape longe do corpo. As modelagens amplas, aliás, estão presente em boa parte dos principais desfiles de NY e têm tudo para se firmar como tendência na próxima temporada. Perto do fim da apresentação, as padronagens tipo tapeçaria ganharam força total e decoraram saias, maxicasacos e vestidos longos.

 Ralph Lauren

page-horz

A Polo by Ralph Lauren começou o desfile com foco no esporte mas depois trocou seu habitual look montaria por outros mais boho, quase hippies. Deixando um pouco de lado o ar de Upper East Side Manhattan e investindo mais uma moda com ecos do estilo das meninas da West Coast americana.  A coleção adulta e poderosa, a Ralph Lauren em si, propôs uma linha elegante e feminina. A coleção surgiu simples e descomplicada, sem estampas, bordados ou outros detalhes. O resultado foram produções ultrachiques e de pegada clean, com peças fáceis de usar e combinar. Boa prova da simplicidade que pontuou o desfile foi a enxuta cartela de cores, que contou com apenas quatro tons (cinza, rosa claro, rosa antigo e off-white). A sensualidade também apareceu discreta em recortes estratégicos, como decotes e fendas pontuais.

Marc Jacobs

page-horz

Marc Jacobs tinha um importante desfile pela frente: depois de deixar o cargo máximo da Louis Vuitton. Indo na contramão do que apresentou nas últimas coleções, o estilista americano preferiu simplicidade e sobriedade para a estação. “O que você faz depois de ter costurado cada conta, miçanga e paetê existente? Você vem com algo poderoso, mas de uma maneira fresca e suave, ao invés de agressiva”, revelou ao Style.com. Uma espécie de volta às origens, por assim dizer. E o revival foi mesmo sutil e suave, como prometido, repleto de vestidos, túnicas e blusas de corte reto, sem qualquer vestígio de cores intensas ou estampas. Jacobs apostou em conjuntinhos de tricô, bomber jackets (lindas!) e vestidos esportivos tipo sweatshirt. O melhor: tudo com cara de ultraconfortável. Bordados, rendas e babados foram discretos e pontuais, mostrando que, mesmo quando prefere ser minimal, o DNA moderno de Jacobs ainda fala mais alto.

E pra fechar a semana de moda de New York uma galeria de streetstyle durante o evento clicadas pelo I Hate Flash

nyfw_vogue_dia3-007
nyfw-008
nyfw-022
nyfw-023
nyfw-024
nyfw-033
nyfw-034
nyfw-039
nyfw-053
res0186
res0200
res0216
res0246
res1461
res1469
res1548
res1592
streetstylenyfw_dia2_hickduarte_ihateflash0-002
streetstylenyfw_dia2_hickduarte_ihateflash0-009
streetstylenyfw_dia2_hickduarte_ihateflash0-019
streetstylenyfw_dia2_hickduarte_ihateflash0-020
streetstylenyfw_dia2_hickduarte_ihateflash0-021

Thats All. C.Andrade

Compartilhe.

Sobre o Autor

Carol, 20 anos, paulista. Sabe aquela frase: “Os olhos são as janelas da alma.” Quem disse provavelmente não conheci a moda. Pois pra mim não existe maneira melhor de dizer que e como você é através do seu modo de vestir. E é por isso que decidi cursar Negócios da Moda e estou amando.

Leave A Reply