SPFW – Dia 2

0

Dando continuação aos posts sobre o São Paulo Fashion Week (clique aqui para ver o 1º dia), vou fazer um balanço de cada desfile ao decorrer das fotos, para ter mais sentido. Ok? Vamos lá!

Alexandre Herchcovitch

ah2 ah1

Alexandre Herchcovitch usou toda a sua delicadeza e romance para criar as peças desse desfile. Trabalhando na cartela de cores rosé e nude, trouxe todo esse toque. O mais excêntrico é que ele buscou inspiração em brechós! Outro ponto a ser enfatizado é a costura de lingerie, em zigue-zag, dando um toque anos 70 à sua coleção.

Juliana Jabour

jujabour2 jujabour

Fofoca rápida? Muitos saíram do desfile da Juliana Jabour para se arrumar para festa da Chanel, que teve como convidado Karl Lagerfeld e mal sabe o que perdeu. Talvez seja uma das coleções que mais dê para adaptar no dia-a-dia das brasileiras, por não conter a ecentricidade em voga. Moletons com tecidos e bordados sofisticados e as pernas de fora em pleno inverno, Juliana apontou esses dois pontos como maior referência para o outono/inverno 2014!

Vitorino Campos

vitorino vitorino2

O que dizer de Vitorino? Bárbaro! Simplesmente um dos melhores desfiles apresentados até agora. Com técnicas modernas mas mantendo a sofisticação clássica de sempre. O corte Midi (saias até a canela, no caso) é apontado como tendência por ele também. Ah, e a técnica moderna que eu me refiro é na saia com corte transversal, que vem ser tendência, com zíper ou até mesmo com fenda. Material, técnicas e um conjunto todo de extremo bom gosto e elegância.

Fernanda Yamamoto

fernandayamamoto fernandayamamoto2

Sinceramente não tenho muito o que falar sobre o desfile da Fernanda, pois não entendo dessa moda Lady Gaga que ela apresentou, fugindo completamente da coleção “reta” que ela havia apresentado anteriormente. Cetim em praticamente todos os looks, mas com técnicas e estampas diferentes, que deram um charme ao desfile. O que me encheu os olhos foram os sapatos, que são de extremo bom gosto.

Acquastudio

acqua1 acqua2

Acqua apostou muito na marcação da silhueta em seus looks  e também no Midi (que para quem não leu acima, é o corte até a canela) e também em um vermelho vivo maravilhoso, passando pelo preto bordado até chegar ao total floral. Para mulheres clássicas, amantes do estilo dominante nos anos 40.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply