Be Curious: Alta-costura, Prêt-à-porter e Produção em Larga Escala

0

Oi gente! Recentemente adquiri um livro super bacana chamado “Princípios de gestão de negócios de moda”. Esse livro introduz a indústria da moda e todos os seus aspectos, desde a história, até previsão de tendências, marketing, iniciativas empresariais, entre outros. Recomendo muito pra quem está estudando moda e também pra quem só gosta desse “mundo” quer saber um pouco mais sobre ele. Lembrando que esse é o primeiro post da nova tag de moda do blog: Be Curious! Que como a Carol explicou nesse post aqui fala um pouco sobre as curiosidades do mundo da moda!

 

Nessa última semana, mostramos pra vocês alguns desfiles da semana de Alta-costura de Paris, certo? Acontece que muita gente não sabe a diferença entre coleções de Alta-Costura, Prêt-à-porter e produção em larga escala. Lendo esse livro que comentei com vocês, encontrei um capítulo que explicava o que cada um desses setores representa, o que fazem, pra quem fazem, e com que intuito fazem de forma bem clara. Com referência nesse capitulo resolvi explicar um pouquinho disso pra vocês! Se preparem que vem bastante texto hehe mas garanto que vale à pena ler!

 

Elie-Saab-alta-costura-2012

Alta-Costura

 Bom, a alta-costura é nada mais nada menos do que uma coleção desenvolvida pelas casas de alta-costura (as chamadas maisons), geralmente feitas para clientes particulares. As roupas são de altíssima qualidade e acabamento perfeito. O trabalho demorado e especializado (praticamente artesanal), faz com que sejam fabricadas apenas dez ou no máximo vinte peças. Essas coleções são “apresentadas” em eventos privados duas vezes ao ano, contendo aproximadamente 35 modelos exclusivos.

 Só que pra uma maison ser qualificada como alta-costura existe toda uma burocracia e  por parte da Câmara Sindical da Alta-costura (a maison tem de ser convidada a integrar o sindicato). O mesmo tem sede em Paris e é dirigido pelo Departamento da Indústria francês.

 Como mostramos nos posts durante essa semana, algumas das grifes que compõe esse grupo são: Chanel, Dior, Armani, Elie Saab,  Valentino, entre outras.

 

2-desfile-prada-semana-de-moda-de-milao-inverno-2012-2013

Prêt-à-porter

 Os modelos desse setor são de alta qualidade (referente ao tecido, corte e acabamento) e por mais que a maioria das peças não sejam feita sob medida, muitas das coleções são exclusivas e com edição limitada. Essas coleções são mais voltadas às tendências da moda do que as de alta-costura, incluindo peças-conceito que transmitem uma ideia e atraem a atenção da mídia. Os modelos são apresentados duas vezes ao ano na Semana de Moda, geralmente seis meses antes de irem pras lojas.

Apesar de serem mais baratas do que os modelos de alta-costura, todo o custo benefício de produção (gastos com desfiles, propagandas, design de alta qualidade, tecidos, moldes, etc) acaba sendo afetado, colocando a peça numa faixa de preço ainda alta. Nesse setor existem grifes como Calvin Klein, Donna Karan, Prada, entre outras.

 

 

zara-introduces-evening-collection-2

Produção em larga escala (fast fashion)

   Esse é o método de produção mais barato e industrializado existente. Os modelos atuais desse setor podem ser tão bons quanto os de alta-costura, principalmente quando um designer destacado trabalha em conjunto com grandes redes de varejo, como por exemplo Karl Lagerfeld, que se uniu à H&M. Porém os tecidos usados sao mais baratos e as técnicas de construção são adaptadas para manter o custo baixo.

 Os estilistas que trabalham nessa área do mercado se baseiam em tendências populares e se influenciam nas coleções de prêt-à-porter, o que garante uma venda rápida das roupas, o chamado fast-fashion. Esse termo tão conhecido atualmente surgiu entre 1997 e 1998 e hoje em dia é representado em maioria por empresas altamente flexíveis e de giro rápido (do design à produção à loja em curto período de tempo), como Mango e Zara.

E aí? Gostaram? Bom saber um pouco mais, né? Beijos

Imagens: ffw.com.br

Compartilhe.

Sobre o Autor

Não me lembro quando foi que o universo da Moda me conquistou, as vezes eu acho que eu já nasci amando tudo isso. Hoje sou estudante de moda, mas não me peçam para desenhar ou costurar, meu negócio é escrever! Filmes antigos, anéis, Audrey Hepburn, botas, 90’s, sinceridade, bolo quente, livros, batom e assaltar o guarda-roupa da vó.

Leave A Reply