A culpa é das estrelas, de John Green

0

Oie! Então, algumas pessoas tinham me pedido para fazer mais resenhas sobre livros, principalmente sobre os livros de John Green, que estão virando febre! Vou contar um pouco sobre o livro e mostrar alguns depoimentos dos livros de alguns amigos e leitores que já se deliciaram com a leitura de A culpa é das estrelas!

55

A história começa contando a história de Hazel Grace, uma jovem que na história do livro tem 16 anos, mas seus problemas começam com os 13 anos, onde o câncer dá o início para o fim. Hazel, aos 16 anos já está em estado terminal de câncer e aí surge a dúvida de quando chegará a sua hora. Ela frequenta um grupo de Apoio as Crianças com Câncer, em um dos dias que ela frequentou, conheceu Augustus Waters, um garoto mais velho que não tirava os olhos dela enquanto estavam no encontro. Após o fim, Gus (como era chamado o AnGUSto) e Hazel começam a conversar e surge uma amizade linda. Um dos medos da garota é morrer sem fazer algo grandioso, sem deixar sua marca.

Nesse trecho que contei da história, vocês devem estar pensando que o livro é super dramático e gira em torno do câncer, né? Pois não, é muito pelo contrário. Hazel e Gus se encontram por uma ironia boa do destino… ambos tem uma convivência “boa” com o câncer, apesar de novos, lidam bem com a situação e sabem das suas limitações, e o melhor, jamais deixam de sonhar, e como contei, eles querem fazer algo grandioso antes de partirem, principalmente Hazel.

54

Enfim, o livro é uma aventura linda! Você entra em uma sintonia incrível com ele, tem partes que você dá muita risada, mas tem partes que parece que teu mundo acaba com a história de Hazel. O livro é uma montanha-russa de emoções, vale muito, mas muito apena ler!

57

LEIA OS DEPOIMENTOS DOS LEITORES!

Fernanda Machado, 15 anos | São Paulo, SP

Confesso que não dava nada pelo livro, pois gostar de livros de ficção e não sou muito fã dessas histórias baseadas em fatos reais regadas à muito drama, choro e tristezas que infelizmente fazem parte do nosso cotidiano, ou da maioria da população, mas o que me encantou mesmo foi a capa… sim eu julgo o livro pela capa!!! Então comecei a ler e quando eu vi, em 1h eu já tinha lido mais de 100 páginas sem ver o tempo passar e nada.! A leitura é gostosa, a história é contagiante e vale muito apena ler. Levo o livro como uma lição de vida.

Bárbara Brandão, 15 anos | Araraquara, SP

A cada livro que leio, obtenho um novo conhecimento e naquele momento, vivo uma nova experiência. “A culpa é das estrelas” de John Green, considero o melhor livro de drama/romance de todos que já li (e foram muitos). O livro relata com humor e realidade a história de amor de dois adolescentes, Hazel e Agustus, com a simplicidade e intensidade que um “amor jovem” apresenta, junto disso, mostra como esse amor pode superar os obstáculos que a vida coloca em seus caminhos. A maneira como o autor escreve a história, faz com que nos identifiquemos com o interior dos personagens, de maneira que fiquemos ainda mais envolvidos com a trama e os sentimentos nela presentes. O final pode ser descrito como uma mistura de surpresa e decepção, porém qualquer outro final não teria dado tamanho sentido à mensagem que a história passa: de lutar todos os dias contra aquilo que te enfraquece e assim viver o presente como se não houvesse amanhã. Eu, como viciada em livros e filmes de romance, admito que nunca me emocionei tanto com um livro. Obtive uma nova visão de mundo e a sensação de querer aproveitar ao máximo cada momento em minha vida, pois percebemos como o futuro é incerto. Indico esse livro a todos os tipos de pessoas (até aquelas não tão fãs de romance), para que também possam ter essa maravilhosa experiência. É dificil escolher minha citação preferida, mas essa é uma delas: “meus pensamentos são estrelas que não consigo arrumar em constelações.”

Felipe Ambrósio, 18 anos | Florianópolis, SC

Então, achei o livro um tanto quanto fraco. Sim, vindo de John Green, lendário escritor, esperava algo menos clichê. Fora a minha frustração, considero o livro uma leitura boa, uma história que deixa de ser um drama e acaba virando um “entretenimento”, o que é um alívio. Confesso que não gosto de histórias extremamente dramáticas, não é o caso dessa.

Jhully Taufer, 17 anos | Curitiba, PR

257 páginas, e pelas minhas contas não consegui conter as lágrimas em nenhuma! Em um dia li o livro inteiro, e de longe é o mais lindo que já li. Cara, o que é o amor do Gus pela Hazel? Não há nada mais puro do que o amor dele, capaz de realizar o sonho tímido dela de conhecer seu autor preferido, capaz de esconder sua dor, se fazer forte, somente para não vê-la sofrer mais! E o amor dela pelo Gus? Entregar a ele o seu maior tesouro, o seu livro favorito simplesmente por achar de imediato que ele era merecedor, encontrar com ele uma terceira dimensão, essa que era algo só deles, lugar que mais ninguém poderia interferir, lugar onde não havia câncer, e também ser capaz de ignorar sua dor quando a dele era “maior”! Mas além dos dois, tem também a amizade do Gus com o Isaac. A cumplicidade e o refúgio de alguém que realmente é um irmão! Em todo o livro, em cada pagina mostra-se diferentes provas de amor, as quais acredito fielmente! Acredito, porque é um amor irreverente, amor adolescente, mas além de tudo, um amor verdadeiro.

 –

 Clarissa Marques, 19 anos | Niterói, RJ

Gostei do livro pq a historia é incrivel e apaixonante. Quando li, parecia q eu tava lendo uma historia sobre mim. O autor retratou uma coisa triste, numa narrativa simpática, descontraída e jovem. Alem do mais, o livro traz umas citações muito bacanas… Só lendo pra saber. Sem contar que, ainda n conheci ninguem que n tenha se apaixonado pelo Augustus Waters. Ah, e também foi o primeiro livro que eu chorei lendo. Eu parecia uma manteiga derretida.
Gostaram? Adorei a participação da galera!
Abraço!
(Fotos pegas no blog da Melina Souza, texto e depoimentos por Explosive Box)
Compartilhe.

Sobre o Autor

CEO do Explosive Box e Publicitário, louco por qualquer tipo de arte que me encante. Também sou editor-chefe das colunas de Moda e Música.

Leave A Reply